segunda-feira, maio 25, 2009

Família Meneghini: a exposição infantil

Enquanto Silvio Santos foi longe demais com a história da menina Maísa, o “Fantástico” infelizmente segue a mesma direção. Para ensinar hábitos corretos, o programa da TV Globo tem usado de uma espécie de reality show, selecionando famílias que queiram expor sua rotina ao Brasil no quadro "Mudança Geral". E, na atual edição, é a vez dos Meneghinis.

A visibilidade da família Meneghuini não seria tão preocupante se não tivesse dois pré-adolescentes, como definiu a própria garota e protagonista do quadro, Malu, de 13 anos, na última edição do programa. Ela e seu irmão, Matheus, de 10, são expostos aos votos populares e ao ridículo. No último domingo, por exemplo, estabeleceu-se que os dois cuidariam da cozinha durante esta semana, com acompanhamento de uma nutricionista, enquanto a mãe descansaria.

Mas o que isso tem demais? Simples: são duas crianças (ou pré-adolescentes) que estão se privando do estudo e das brincadeiras para uma exposição em massa, como se fosse numa arena de gladiadores. Lastimável.

A “síndrome de Maísa” daria uma discussão imensa, mas espero que órgãos defensores dos Direitos da Criança e do Adolescente acompanhem de perto casos como esse para que não se torne rotineiros em nossa sociedade.

5 comentários:

Anônimo disse...

Oi, Paulo!!!
Não costumo assistir ao Fantástico, mas o quadro com essa família me chamou a atenção. Ela é o retrato de muitas famílias brasileiras (sabemos que há piores). Embora a superexposição e prováveis constrangimentos devam ser continuamente observados, não acredito que os dois casos (Maysa e "Meneghinis") sejam paralelos.
Um abraço,
Renata.

Anônimo disse...

Assisto ao programa todos os domingos e estou gostando muito, pois a familia Meneghine é o retrato da realidade brasileira e deve ser observado não apenas como mais um programa da TV e sim deve servir como espelho para mudança de comportamento em outras familias ja que precisamos ganhar em qualidade de vida e preservar o planeta.
Paulo - Diadema - SP

Dri Viaro disse...

Olá, passei pra conhecer seu blog, e desejar boa semana
bjss

aguardo sua visita :)

Anônimo disse...

Concordo com sua crítica , acredito que após essas crianças serem expostas a esse ponto as suas vidas sociais com certeza mudaram , principalmente no meio escolar. Creio que seja muito inconveniente mostrar a vida pessoal de uma criança desta maneira .

Anônimo disse...

A de 13 anos não era criança nem pré adolescente, e sim adolescente. E não havia exposição exagerada ou negativa de forma alguma.